Com disco à caminho, o “Terrível ladrão de loops”, Barba Negra, chega com um novo vídeo clipe, trazendo a capa do seu próximo trabalho “A Ópera do Pirata”.

Barba Negra, "Apolo IV"

Barba Negra, “Apolo IV”

Com um estilo totalmente voltado aos anos dourados do RAP, Barba Negra trás um esquema de rimas cheio de metáforas com loops, batidas, a função do RAP como um “salvador de vidas” e a vivência pura nas ruas da cidade.

O beat ficou nas mãos do já conhecido e talentoso Sala70, sampleando o grande Azimuth (Os fãs de Madvillainy, como eu, vão sacar as referências), produzido numa SP404, tal como alguns dos talentosos produtores, como Alfa 1, J Dilla, MFDOOM, Dibia$e e vários outros artistas que já criaram lindas obras dominando a arte do sampler.

Em uma ideia trocada com o próprio Barba, sobre RAP e produção, o MC me confessou suas influencias em The Alchemist e Roc Marciano, o que fica evidente em sua arte mostrada nesse som.

Capa do disco "A Ópera do Pirata"

Capa do disco “A Ópera do Pirata”

“Apolo IV”, assim como todo o trabalho do Barba Negra é um grito do Hip-Hop underground e da música feita nos anos dourados, mostrando que existe espaço para todos os tipos de arte, e que o som feito nos anos 90 ainda está muito vivo para seus amantes e condutores.

O disco está previsto para 2018 ainda, e podemos aguardar uma grande obra oriunda dos buracos sujos da música preta.

Enquanto isso, ouçam “Apolo IV”:

Sigam o Pirata nas redes sociais para acompanhar o trampo:

Instagram:, Facebook e Twitter.

Deixe seu comentário!
Marco Aurélio

Marco Aurélio

Fotografo shows sujos onde frequento, escrevo rimas que nunca vou lançar e faço pautas sobre coisas que vocês (ainda) não conhecem.

Leave a Reply