Conheça o trabalho de Gordon Parks, inspiração de Kendrick Lamar para o vídeo de “ELEMENT.”

Kendrick Lamar se inspirou no trabalho fotográfico de Gordon Banks para ilustrar o seu mas novo vídeo, “ELEMENT.”

Kendrick Lamar divulgou o vídeo da faixa “ELEMENT.” no meio dessa semana e o visual dirigido pelos little homies (Dave Free e Kendrick) junto a Jonas Lindstroem foi extremamente bem recebido pelo público. Repleto de imagens de efeito, muitos se perguntaram sobre as influências de K.Dot  para esse projeto.

Diferente do vídeo de “DNA” que trouxe a participação de Don Cheadle, o novo vídeo traz pessoas normais e durante os seus quatro minutos mostra imagens de violência e pobreza, mostrando momentos humanizados e crus. Kendrick solta indiretas sem direção durante a música, no vídeo ilustradas com o rapper brigando com algumas pessoas.

Kendrick se inspirou, principalmente, no trabalho do lendário fotógrafo Gordon Parks, um gênio americano que além de fotos, trabalhava como compositor, escritor e diretor de filmes. Parks foi retratou através de suas lentes a comunidade negra nos Estados Unidos em períodos turbulentos do país, em grande parte, durante a luta pelos Direitos Civis na década de sessenta. No acervo da Gordon Parks Foundation, você pode ver o trabalho do artista.

Gordon também dirigiu filmes importantes como Shaft (1971), um dos grandes expoentes do gênero blaxploitation. Também trabalhou como diretor de películas como The Learning Tree (1969), The Super Cops (1974), e Leadbelly (1976), sendo um dos grandes cineastas negros existentes.

A arma de brinquedo

Em uma parte do vídeo, Kendrick mostra três crianças atrás de uma cerca de arame, uma delas segurando uma arma de brinquedo e a apontando para um carro que passa. Ela é uma referência direta a uma foto sem título de Gordon Parks tirada no Alabama em 1958 quando Gordon trabalhava no seu livro Segregation Story e para a LIFE. A imagem traz um significado maior pois também faz referência a morte de Tamir Rice em 2014, que morreu nas mãos da polícia após sua arma de brinquedo ser confundida como uma arma de verdade. Tamir tinha 12 anos de idade.

Ethel Sharrieff

Em duas partes do clipe assistimos mulheres utilizando hijabs brancos. A cena é uma referência direta a foto de Ethel Sharrieff tirada por Gordon Parks no ano de 1963, em Chicago. Ethel era filha de Elijah Muhammad, o maior líder da Nação do Islã, falecido em 1975. Além do vídeo de Kendrick, essa foto inspirou uma cena do filme Hidden Figures (Estrelas Além do Tempo, 2016), que concorreu ao Oscar ano passado.

Treinamento de Defesa Pessoal

Também é mostrado no vídeo algumas pessoas treinando defesa pessoal, uma referência ao trabalho da Nação do Islã ao treinar seus seguidores a se defenderem e também a mais uma foto de Gordon Parks na sua série sobre muçulmanos negros de 1963 – a imagem acima também é dessa série. Parks tinha grande respeito na Nação do Islã, e criou uma grande amizade com Malcolm X, virando até padrinho de uma de suas filhas.

Outra imagem de Gordon Parks foi usada como referência em uma cena do vídeo de “HUMBLE”, ou seja, aparentemente Kendrick vem estudando o trabalho de Parks há um longo tempo.

O garoto e a joaninha

Outra clara referência ao trabalho de Parks é a cena em que uma joaninha amarrada em uma linha sobe a cabeça de uma criança negra. A foto em questão é intitulada de “Boy with June Bug” e foi tirada por Gordon em 1963 na sua cidade natal, Ford Scott, no Kansas, local que ele chamou de “o lar da intolerância” em um de seus livros. Essa cena com a criança é uma das muitas em que jovens aparecem no vídeo, que fala muito de infância e cor da pele através de suas imagens.

A luta

Uma luta é retratada em alguns momentos do vídeo, grande parte em slow motion seguiu a vida de um líder de gangue no Harlem, o que não parecia ter grande significado na verdade é uma grande referência ao trabalho de Parks. Em 1948, Gordon ParksLeonard “Red” Jackson, em seu primeiro trabalho para a LIFE Magazine.

O vídeo de “ELEMENT.” ainda traz elementos mais sutis. Silhuetas e outras fotos têm referências diretas ou indiretas. Kendrick e seu trabalho se tornam cada vez mais densos e ele vem encorpando inúmeros elementos em seus vídeos mais recentes.

Você pode ler a nossa resenha sobre o disco DAMN. clicando nesse link. Espero que tenham gostado do post!

Facebook Comments

Jhonatan Rodrigues

Fundador do Raplogia em 2011, Joe é fã incondicional de Nas, futebol, cinema e séries de TV. Se apaixonou pelo hip-hop graças aos filmes sobre a cultura e escreve há 7 anos sobre o assunto na internet. Já passou pelo Rapevolusom e foi um dos moderadores do Genius Brasil.

Jhonatan Rodrigues

Fundador do Raplogia em 2011, Joe é fã incondicional de Nas, futebol, cinema e séries de TV. Se apaixonou pelo hip-hop graças aos filmes sobre a cultura e escreve há 7 anos sobre o assunto na internet. Já passou pelo Rapevolusom e foi um dos moderadores do Genius Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *