#EuMariana: Raplogia trocou uma ideia com Mariana Mello sobre seu 1º EP

18/08/2017, às 0h00.

Mais um divisor de águas na carreira e vida pessoal de Mariana Mello, que estará lançando seu primeiro EP nessa data.

A jovem veio representar a baixada santista com muita arte, poesia e sensibilidade. Quem acompanha ela, nas redes sociais ou na correria, sabe o quão forte é sua presença, luta e personalidade.

Nós do Raplogia trocamos uma ideia com ela antes do lançamento do aguardado #EuMariana, falando, é claro, sobre a produção do EP e sobre sua vida pessoal. Confira:

 mariana-mello-eumariana-ep.jpg

RAPLOGIA: Como o Hip Hop apareceu na sua vida? O que despertou essa paixão em você?

MARIANA MELLO: O HipHop apareceu na minha vida através do sucesso “Da ponte pra cá” de Racionais Mcs, foi quando percebi  que o Rap é muito mais que música, é história, É a desconstrução da mentira que contam pra nós na escola. A paixão me pegou quando vi que o Rap me trazia a verdade.

R: Desde quantos anos você escreve? Quais são suas inspirações?

MM: Escrevo desde os 14 anos, tudo é inspiração. Desde o chão até o Céu.

R: O que você acha mais importante nessa ligação entre a arte e o Rap?

MM: A sinceridade de cada sentimento.

R: Como foi/ está sendo a maternidade para você?

MM: A maternidade para mim está sendo a verdadeira Escola da vida, nada se compara a essa experiência.

R: Há muitas exigências sobre ser mãe e estar no corre do Hip Hop?

MM: Sim, as minhas. Gostaria de ser sempre melhor do que sou.

R: Qual a maior dificuldade que você enfrenta/ já enfrentou nesse meio?

MM: A maior dificuldade é superar meus limites atemporais, saber que é capaz não é o mesmo que ser capaz pois cada momento é um, e sentimento também ter o domínio da mente é o mais difícil.

R: Você já passou por situações machistas no Hip Hop? Como reage a isso?

MM: Sim, assim, como em todos os lugares que passei em minha vida inteira. Quando era mais nova reagia com rebeldia, mas o machismo é camuflado, eles não entendem dessa forma, precisamos de mais inteligência.

R: Como é ter de parceiro de trabalho o seu companheiro, Rafael Spinardi ?

MM: É uma disputa de pensamentos, é num futuro próximo a construção de muitas ideias. Mas ainda não tivemos essa experiência por mais de 30 min [risos].

R: Como está sendo lançar seu primeiro EP?

MM: Está sendo a realização de um sonho, mas mais que isso a consciência de que é só o início.

R: Como foi o processo tanto pessoal quanto profissional durante a produção dele?

MM: Foi um processo de conhecer muito mais o meu íntimo,  e o íntimo do Rap, foi um processo de aprendizado vindo de todos os lados.

R: Quais são as mulheres que te inspiram?

MM: Nina Simone, Negra Li, Karol Conka, Dinadi, Negra Re,Tássia Reis, Flora, Pitty, Clara Lima, Reverie, Marina Peralta, vixi, as mina são fodas.

R: Quem influenciou a Mariana, tanto musicalmente quanto em outras cenas, para ser do jeito que é hoje?

MM: Erykah Badu, Amy Winehouse, Rita Lee e Cássia Eller.

R: Deixe um recado para as minas que estão começando na caminhada do Hip Hop.

MM: Nada acontece como a gente imagina, mas tudo acontece, facilita se tem humildade e determinação.

Mariana Mello_04

Acompanhe Mariana Mello nas redes sociais:

Instagram

Youtube

Facebook Comments