Notícias

Jaylib, esperança e visão de vida: Mude seus Planos com o single “Contínuo”.

By 15 de fevereiro de 2018 No Comments

O duo Mude seus Planos vem com mais uma pedrada, antecedendo o lançamento de seu primeiro EP, o single “Contínuo”.

MUDe seus Planos

Arte do single “Contínuo”.

A faixa trás um lado mais obscuro da vida dos moleque, co um liricismo absurdo. MUD e Plano B, já conhecidos na cena pelos trabalhos pelo Ho Mon Tchain e pelo próprio MUDe seus Planos – além de projetos paralelos do produtor da ZLei, as ideia do som são muito íntimas, com uma carga muito grande de relatos sobre a vida, os dramas e os sonhos de viver e vencer.

Troquei uma ideia com o MUD por whatsapp pra entender melhor como foi o processo de criação dessa faixa:

“Sobre a produçao do som, eu usei o mesmo sample que o Dilla usou na ‘The Red’, faixa do disco do Jaylib, em colaboração com Madlib, chamada ‘Shine on Straight Arrow’, da Chris Williansom, e a diferença entre os sons ficou na distribuição da bateria. Mas a grande influência mesmo foi um som do DJ Khaled com o Nas, que foi influenciado pelo clássico do The Fugees, “Ohh-la-la-la”. Ai juntei as ideias, criei a bateria da faixa e saiu “Contínuo”.

Essa música é muito importante pra gente, tá ligado, mano? Eu escrevi essas linhas na praia, na virada de 2016, e eu vim pra São Paulo com as ideias de que eu tinha que trampar, tinha que soltar as paradas e trabalhar. E 2017 foi um ano foda, trabalhei pra caralho, e é isso!

As ideia é que a gente precisa das coisas materiais, mas isso dai é passageiro, mano! A gente precisa, mas o bagulho é nosso interior. Por isso ‘Contínuo’, tá ligado? Som do Evidence, ‘To be continued’, outra referência, é isso, mano!”.

“Contínuo” vem pra mostrar mais uma vez a qualidade da dupla, que tá no corre a muito tempo na cena, e que agora, num novo formato, vem mostrando outras ideias e outros caminhos.

O som está disponível no Spotify e Youtube, e fiquem ligados nas redes dos caras, pois ainda em 2018 sai o EP.

“6 Am frito dentro dágua, alto como Burj Khalifa lido com minhas mágoas
Sonho alto cabeça pifa, briso em ideias vagas. minha vida é uma película a lá Kurosawa,
A mente divaga…devagar, cada vez mais Devagar.
Muito Amor por essa porra, canto pra curar minhas chagas
que hão de fechar, elas vão se fechar, 
O caos é ordem ainda não decifrada.
Eu nunca fui la muito estável, Tipo os 3 de Órion inflamável e estelar.
Viver é tão imensurável, eu achava tudo tão chato, oh que fita.
Bastou parar e observar o horizonte lá longe, o sol raiava.
Eu que mirava tanto o topo, nesse jogo acreditava
me dei conta que essas merda nada importava porquê.”

– -(MUD, “Contínuo”)

Deixe seu comentário!
Marco Aurélio

Marco Aurélio

Fotografo shows sujos onde frequento, escrevo rimas que nunca vou lançar e faço pautas sobre coisas que vocês (ainda) não conhecem.

Leave a Reply