Poesia, ativismo e R&B: saiu o EP homônimo de LARINU!

Iniciando o EP com um trecho do livro “Pele Negra, Máscaras Brancas” do importantíssimo escritor e ativista dos direitos negros Frantz Fanon, LARINU já deixa bem claro suas intenções com sua música.

Com três sons, o EP lançado pelo selo independente Carranca Records tem a produção de Garbela (Intro), Dé no Beat (Refúgio) e Eleiel (Sagrada), gravação, mixagem e masterização de Mud @ Lodo Studio e arte de Marllon Robert.

Como a própria descrição do EP diz, ouvir LARINU é uma viagem a um “universo inteiro”.

Confira:

Facebook Comments