DestaquesNotícias

Conheça Isaac de Salú, MC e poeta da Zona Oeste paulistana

By 28 de dezembro de 2018 No Comments

O underground paulista sempre foi uma mina de diamantes brutos que só precisam de oportunidades para mostrar do que são capazes. Isaac de Salú, rapper e poeta de 23 anos, é mais um representante desta categoria. Seu último single, O Hypado mais Flopado do Ano, zomba das consequências decorrentes do sucesso de um MC que se destaca na cena e começa a provocar burburinhos nas redes sociais e nas mídias especializadas em hip-hop.

“Eu tinha uma estratégia de usar a Flow Valdemiro para alavancar meus outros sons e o dos meus camaradas também, porque eu sabia que seria uma explosão, só que infelizmente isso não aconteceu. O Hypado Mais Flopado do ano é sobre esse plano que não deu muito certo, mas que virou inspiração pra um novo som.”

O primeiro single do artista de Itapevi, zona oeste de São Paulo, foi Violeta, xodó do autor e dos fãs. Logo após, lançou as canções Feixe e Dedinho pro Ar, mas a aclamação veio com Flow Valdemiro, que atingiu 60 mil visualizações ao satirizar figuras como as do pastor Valdemiro Santiago e o cantor gospel Thales Roberto. A faixa está disponível no canal do YouTube da banca 7Cort, criada por Isaac, Zion Maia e Alemar.

Isaac é um dos milhares de MCs que batalham dia e noite para obter êxito no meio artístico. Para alcançar este objetivo, precisava trabalhar como atendente de telemarketing para se sustentar e poder investir no próprio sonho, uma caminhada nada fácil. O estresse foi tão alto que o rapper teve que ser internado por causa de uma crise de ansiedade que acarretou numa posterior demissão.

“Tive vários transtornos por causa do trabalho e aí acabei ficando internado. Nisso, fui mandado embora e vivi de seguro-desemprego por cinco meses, o que me ajudou a investir na música por algum tempo. Mas como nem tudo são flores, tive que voltar para o telemarketing para não ter que desistir do meu sonho. Acho que todo MC que precisa de outra ocupação para se manter no rap tem que seguir firme na luta, porque ele é a única pessoa que de fato acredita nessa trajetória, então faça valer a pena.

Filho de pai tecladista e mãe poetisa , lançou o primeiro EP em 2010 ainda sob a alcunha de Chaplin Crew. Dois anos mais tarde, mudaria o nome artístico para InversaMente e só depois viria a se chamar Isaac de Salú, em homenagem ao bisavô, Salú, que também tinha a ambição de se tornar um artista independente. Com influências da poesia e do slam, é membro da Rede Emancipa e tornou-se campeão do 5º Slam Emancipado em 2017 e neste ano foi vice campeão do Torneio de Slams do Estado de São Paulo com o coletivo Emancipado. Suas referências são os poetas Luiz O Atlântico, Alef Totem, Alê Félix, Quixote e Pablo Mazzuco.

Deixe seu comentário!
Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Victor Costa

Victor Costa

Jornalista e flamenguista. Fã de Quinto Andar e Sabotage, é um curioso sobre o universo hip-hop. Escreve a coluna "O Rap pelo mundo" e produz vídeos para o canal do Raplogia.

Leave a Reply