ColunasEspeciais

O Rap pelo Mundo – Uruguai

By 31 de janeiro de 2019 No Comments

Depois de uma longa pausa, a coluna está de volta! Após a nossa tradicional votação pelo Twitter, o público escolheu o Uruguai e lá vou eu mostrar para vocês cinco grupos e artistas de destaque na cena local. E pra quem quer se aprofundar no assunto, termino o texto indicando mais cinco opções pra quem quer ficar por dentro do rap uruguaio. Bora lá!

Contra las Cuerdas

O grupo formado por Marcelo Gamboa, Cesar Gamboa “Sapo”, Gerardo Gonzalez, Cototo Cuello, Sebastian Cuello e Rodolfo Cheroki Cuello mistura o rap com o funk, tango, jazz e o candombe, ritmo de origem afro-uruguaia. Com cerca de 20 anos de carreira, já despontam como uma das mais consagradas bandas de rap do país.

Seu álbum mais recente foi Al sur de la ciudad,  o qual possui uma faixa-título que faz uma homenagem ao Barrio Sur de Montevidéu. A canção Voy en mi carro, em parceria com latejapride* fala sobre o prazer de ir encontrar os amigos num passeio às quatro rodas.

Dostrescinco

O quinteto formado por Don Colombino, Taio, Marcos Hernández, Gabino Suanes e Bruno Camma possui três álbuns de estúdio e é um dos principais grupos de rap no Uruguai. O último projeto, Recordis, rendeu clipes de altíssima qualidade e mostra que o Dostrescinco tem uma discografia sólida e coesa.

Com temáticas distintas em cada fase da carreira, a banda agora passa por um processo de amadurecimento e tem abordado assuntos mais pessoais ao propor reflexões para o público, que se identifica com as letras dos “Nutrias” (Lontras), como também são conhecidos.

Eli Almic

Nome artístico de Elisa Fernández, Eli Almic começou sua carreira em 2013 ao lado de DJ RC, quando a dupla lançou o EP de quatro faixas intitulado Rara Vez. Influenciada por nomes como Lauryn Hill e Mala Rodríguez, a rapper mostra-se bastante versátil ao ter um flow mais melódico e cantado em alguns momentos, além de experimentar ritmos diferentes em suas canções.

Em 2016, lançou o primeiro álbum, Hacé que exista, com toques de R&B, soul e jazz, onde também mostra habilidade ao rimar em inglês. Seu clipe mais recente é o do single Wishes, com participação de Wake Self.

Santi Mostaffa

Santi Mostaffa lançou seu primeiro disco em 2011, um projeto de 13 faixas chamado Hay Plasto en la Grieta. De lá pra cá, venceu prêmios de melhor álbum de hip-hop e melhor MC em carreira solo. Também emplacou a canção Las mil y una noches no filme Logan.

Seu trabalho mais recente foi Escapismo, lançado no ano passado, que mescla o hip-hop com o jazz. O single Eva, um trap latino bem romântico, ganhou um videoclipe pra lá de interessante.

latejapride*

O nome mais antigo da lista é o da banda latejapride*, formada em 1997 e que atualmente tem como integrantes Barragán e Davich Mattioli, Leonard Mattioli, Alvaro Grasso, Maiksoul, Sebastian Cuello, Flavio Galmarini e Sonidero Mandinga como VJ. O nome do grupo é uma homenagem ao bairro de La Teja, em Montevidéu.

Depois de muito esforço, lançaram o primeiro álbum em 2003 sob o nome de Filosofías de Insomnio. Era o primeiro grande passo do que viria a ser uma equipe premiadíssima e reconhecida em todo o Uruguai. Com oito álbuns de estúdio, o trabalho mais recente foi o disco Cazadores de Gigantes, de 2015.

Outros nomes: Vozarrón El Gritón, MAC Team, Zalo Solo, AFC.

Curtiu? Então se liga lá no nosso Twitter, porque em breve vai ter mais uma votação e você pode escolher qual país o Raplogia vai desbravar nesse incrível mundo que é o hip-hop. Até a próxima!

Deixe seu comentário!
Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Victor Costa

Victor Costa

Jornalista e flamenguista. Fã de Quinto Andar e Sabotage, é um curioso sobre o universo hip-hop. Escreve a coluna "O Rap pelo mundo" e produz vídeos para o canal do Raplogia.

Leave a Reply